Conheça os vice-líderes

Chico Alencar, carioca da Tijuca, é fiilho de piauiense e paulista, pai de Emanuel, Ana, Lia e Nina, e avô de Tom. É professor, formado em História pela Universidade Federal Fluminense (UFF). É mestre em Educação pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) – sua tese foi sobre o movimento das Associações de Moradores na década de 1980, do qual foi um dos líderes. Lecionou por mais de duas décadas em colégios da rede pública e particular. É professor licenciado de Prática de Ensino de História na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Ao longo de sua trajetória na militância política, participou do movimento estudantil, das pastorais da Igreja, do movimento comunitário, foi membro da Federação das Associações de Moradores do Rio de Janeiro (FAMERJ) e engajou-se nas lutas contra a ditadura. Foi vereador e deputado estadual pelo PT no Rio. É deputado federal, eleito em 2002 e reeleito, já pelo PSOL, em 2006 e 2010, quando teve a segunda maior votação do Estado, com 240.724 votos.

Chico é autor de 32 livros, entre os quais História da Sociedade Brasileira (com Marcus Venicio Ribeiro e Lucia Carpi), Brasil Vivo (com Marcos Venicio Ribeiro e Claudius), Educar na Esperança em tempos de desencanto (com Pablo Gentili), além de infanto-juvenis das coleções Viramundo e Educar nos Valores. Recentemente, lançou Orações do Coração (Editora Vozes) e A Rua, a Nação e o Sonho – uma reflexão para as novas gerações (Mar de Ideias), em que analisa as manifestações de junho de 2013.

Seus mandatos, com honestidade e coerência, estão baseados na defesa da participação popular, dos direitos humanos, da transparência na administração pública, do equilíbrio ecológico, da educação de qualidade e no combate à corrupção. Chico legisla e fiscaliza: tem 83 Projetos de Lei tramitando na Câmara dos Deputados e apresentou 112 Requerimentos de Informações ao Executivo.

Esse trabalho foi reconhecido pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), que desde 2005 coloca Chico entre os “100 parlamentares mais influentes do Congresso Nacional”. Foi também considerado, por jornalistas que cobrem a Câmara, como o melhor deputado do Brasil nos últimos cinco anos (“Prêmio Congresso em Foco”, de 2009 a 2013).

Com outros parlamentares do PSOL, está toda sexta-feira na Praça Mário Lago (Buraco do Lume), no centro do Rio, fazendo a prestação de contas de seu mandato ao cidadão: uma ouvidoria a céu aberto!

Jean Wyllys tem uma história de envolvimento com trabalhos em favor da justiça social, de uma educação para a cidadania e para a valorização da vida, e em favor das liberdades civis, que remonta à sua adolescência, quando pertencia às pastorais da Juventude Estudantil e da Juventude do Meio Popular, e atuava nas comunidades eclesiais de base da Igreja Católica. Parceiro dos movimentos LGBT, negro e de mulheres, Jean Wyllys participa de ações que combatem a homofobia, a intolerância e o fundamentalismo religiosos, a discriminação contra o povo de santo, o trabalho escravo, a exploração sexual de crianças e adolescentes, e as violências contra a mulher.

Jean Wyllys foi eleito deputado federal pelo PSOL-RJ para o mandato 2011-2015. É escritor, com três livros publicados, professor universitário na Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) e Universidade Veiga de Almeida (UVA), ambas no Rio, além de colunista da Carta Capital e do iGay, portal LGBT do iG.

Em 2014, recebeu pela segunda vez o título de Personalidade LGBT do ano, pelo DiverCidade Maravilhosa. Já em 2013, Jean recebeu a Medalha de Honra ao Mérito Pedro Ernesto, oferecida pela Câmara Municipal do Rio de Janeiro, o Troféu Nelson Mandela, por sua atuação em defesa da igualdade e foi eleito um dos 60 mais poderosos do país peo iG. Pela segunda vez consecutiva foi premiado nas categorias “Melhor Deputado” e “Parlamentar do Futuro” no Prêmio Congresso em Foco, a partir do voto de jornalistas e internautas, além de receber o Prêmio Rio Sem Preconceito.

Em 2012, recebeu a Comenda da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho, concedida pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) para aqueles e aquelas que tenham contribuído para o engrandecimento do país. Recebeu também o título de “Melhor Deputado” pelo Prêmio Congresso em Foco, além dos prêmios de destaque na categoria “Defesa da Democracia” (escolhido pelos internautas), e de destaque na categoria “Defesa da Segurança Jurídica e da Cidadania” (escolhido pelos internautas). Também foi escolhido como um dos “100 Cabeças do Congresso Nacional”, pelo Sindireceita.

Pela relevância do trabalho que vem desenvolvendo na Câmara dos Deputados em prol dos direitos humanos, Jean Wyllys foi selecionado para representar o Brasil no Programa Visitantes Internacionais, da Embaixada dos EUA, que teve como tema “Direitos LGBT são Direitos Humanos”.

Em 2011, Jean foi homenageado com o Prêmio Trip Transformadores, foi o segundo mais votado nas categorias “Melhor deputado” e “Parlamentar de futuro” em seu ano de estréia no Prêmio Congresso em Foco, foi eleito, pela revista Época, um dos 100 brasileiros mais influentes em 2011 e pela pela revista Isto É, como uma das 100 personalidades mais influentes para 2012.

Como deputado federal, Jean Wyllys participa de várias ações parlamentares, entre elas:

- Frente Parlamentar Mista pela Cidadania LGBT (Coordenador)
- Frente Parlamentar Mista de Enfretamento às DST e ao HIV/AIDS
- Comissão de Educação (Suplente)
- Comissão de Cultura (Titular)
- Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos Humanos (Coordenador / Temática LGBT e outras expressões de gênero)
- Frente Parlamentar pela Defesa da Cultura (Coordenador no Estado do Rio de Janeiro)
- Comissão Externa de Combate à Corrupção
- Subcomissão permanente de Assuntos Federativos
- Frente pela Liberdade de Expressão
- Frente em Defesa da Igualdade Racial
- Parlamento Jovem Brasileiro
- Projeto “A Câmara quer te ouvir” (da Ouvidoria da Câmara)
- 2º Vice Presidente da CPI da exploração sexual de crianças e adolescentes.

Imprimir